Sobre Copas do Mundo de Futebol

Antes que comece a Copa do Mundo de Futebol, vou republicar algumas notas que escrevi sobre o tema desde 2006, na minha extinta coluna no jornal Ótimo de Canoinhas e no antigo site http://www.observadordaqualidade.com.br:

Em fevereiro de 2006, anotei, com o título “ANOTE E COBRE” a propósito da Copa do Mundo que seria realizada naquele ano na Alemanha:

Até pode ser que a seleção brasileira chegue à final da Copa do Mundo de Futebol. É bem provável também que a decisão seja contra o país sede, a Alemanha. Mas, não será em 2006 que o Brasil conseguirá o hexa.

Nota atual: quem ganhou a copa de 2006 foi a seleção da Itália.

 

No mesmo ano de 2006, em julho, depois da copa, escrevi o texto “ EU AVISEI”:

Na coluna de 3 de fevereiro, sob o título “Anote e cobre”, eu afirmei que o Brasil não seria hexacampeão nesta Copa do Mundo. Depois de confirmada a previsão, um amigo me perguntou se eu havia consultado a tal mãe Dinah, uma vidente que parece ter dito a mesma coisa. Nada disso, apenas me apoiei em fatos concretos. Não em números fantasiosos, como aquela espécie de pirâmide que circulou na internet e que queria provar com uma seqüência de números, que o Brasil estava fadado a ser campeão na Alemanha. Pelo menos dez pessoas me mandaram essa tabela. Teve até quem publicou num jornal por aqui. Na verdade considero aquilo algo parecido com as tolices que o Zagalo gosta de fazer com o número treze. Mas então vamos aos fatos:

1. Apenas em duas ocasiões um país conseguiu ser campeão em Copas seguidas: a Itália, em l934 e l938 e o Brasil, em 1958 e 1962.

2. Uma única vez uma seleção de país não europeu venceu a competição na Europa: o Brasil, em 1958, na Suécia.

3. Finalmente, o mais importante: os negócios… Já faz muito tempo que o futebol foi apropriado pelas “máquinas de fazer dinheiro” e deixou de ser uma manifestação popular espontânea. A Copa do Mundo de 2014 provavelmente será no Brasil e ninguém acha que se repetirá a chamada “tragédia de 1950”. Ficaria muito sem graça se um país ganhasse um campeonato mundial atrás do outro. Já perceberam que não existe uma Copa do Mundo de basquetebol? (Se existe, ninguém nota). Portanto, que não se espere grande coisa pro Brasil na Copa de 2010, na África do Sul. Mais uma vez, anote e cobre.

E como eles conseguem manipular tudo isso? Para reflexão, proponho outra questão: porque a FIFA não aceita, de jeito nenhum, que se utilizem meios eletrônicos para esclarecer dúvidas durante os jogos, como se faz em outros esportes igualmente milionários como o tênis?

 

Já em Outubro de 2009, sobre a Copa de 2010, na África do Sul, registrei, sob o título “BUSINESS (2)”:

A FIFA adoraria se a Espanha ganhasse a próxima Copa do Mundo de Futebol, no ano que vem. Também não ficaria triste se a Alemanha, a Inglaterra, a França ou a Argentina vencessem o torneio. As únicas seleções que não podem ganhar de jeito nenhum são as da Itália e do Brasil. Seria muito ruim para os negócios. A Itália já ganhou a última. E, como ninguém imagina que se repetirá do desastre de 1950, para o Brasil já está reservada a Copa de 2014, com a seleção comandada por Luiz Felipe Scolari. Mano Menezes e Muricy Ramalho correm por fora.

Nota atual: A seleção campeã na África do Sul foi a da Espanha. Na época, o técnico brasileiro era o Dunga. Depois do campeonato mundial de 2010, Muricy Ramalho foi convidado e recusou o posto. Assumiu o Mano Menezes, mas só pra esquentar o lugar pro Felipão, que, reitero, vai ser mais uma vez campeão do mundo com a seleção brasileira. Até já comprei a TV da promoção das Casas Bahia.

 

PRA FINALIZAR

Tenho a consciência tranquila. Sobre as manifestações contra a copa do mundo que vêm acontecendo tardiamente, registro o que escrevi em 02.11.2007, com o título “TRISTE PAÍS”, em meio aos festejos gerais logo depois de o Brasil ter sido escolhido sede da copa do mundo de 2014:

Então tá. Nos próximos seis anos só vamos falar em construir estádios de futebol. Escolas, hospitais, presídios, ora, ora, pra quê?

Nota atual: Mas tem um detalhe: imagine se o então presidente Lula tivesse recusado sediar a copa do mundo de futebol, alegando que o Brasil possuía outras prioridades como saúde, educação e segurança… O que aconteceria com ele? Acredito que teria sido trucidado pela mídia e é bem provável que sofresse o impeachment. Até imagino o discurso que o senador Álvaro Dias faria na tribuna do Senado…

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s