O bagaço da laranja

Juliano Breda, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Paraná, afirmou em maio passado, que o ministro Joaquim Barbosa, terminado o julgamento do mensalão, será destruído pela grande mídia brasileira. Parece que tinha razão.

Só se enganou no timing, pois já começou o processo. Aqui e ali, começaram a pipocar notícias que denigrem a imagem do presidente do STF, como as viagens de avião à custa do erário e o emprego do filho na TV Globo.

E por quê a mídia vai fazer isso, depois de tê-lo transformado em herói nacional? Porque ele é ingovernável. Não é dócil às teses da mídia oligopolizada, de pensamento único, como foram seus antecessores, com destaque para os ministros Ayres Britto e Gilmar Mendes.

Joaquim Barbosa já mandou um repórter do Estadão “chafurdar no lixo onde vive”. E deu declarações à imprensa estrangeira dizendo que a mídia brasileira não tem diversidade.

Parece que, em breve, teremos mais viúvas e órfãos…

Anúncios